Ibaneis afasta cúpula da saúde, declara apoio ao Judiciário e critica conduta do MPDFT - Correio do Poder

25 de agosto de 2020

Ibaneis afasta cúpula da saúde, declara apoio ao Judiciário e critica conduta do MPDFT



O governador Ibaneis Rocha (MDB) afastou, na manhã desta terça-feira (25), o secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo. No lugar de Francisco Araújo, assume a pasta o ex-secretário Osnei Okumoto, que deixou o cargo no início da pandemia. Também foram afastados outros nomes da cúpula da saúde do Distrito Federal

Osnei Okumoto, que deixou o cargo no início da pandemia, assume a Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Foto: Renato Oliveira.

Francisco Araújo é investigado pela Operação Operação Falso Negativo, liderada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pela Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do DF (MPDFT). O secretário afastado teve pedido de prisão feito pelo MP.

“O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, no momento em que declara sua irrestrita confiança no Poder Judiciário local, vem a público lamentar a desnecessária operação ocorrida nesta manhã e que culminou na prisão preventiva da cúpula da Secretaria de Saúde”, disse em nota.


Leia a íntegra da nota do governador:

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, no momento em que declara sua irrestrita confiança no Poder Judiciário local, vem a público lamentar a desnecessária operação ocorrida nesta manhã e que culminou na prisão preventiva da cúpula da Secretaria de Saúde.
O secretário de Saúde, Francisco Araújo Filho, e toda a sua equipe sempre estiveram à disposição das autoridades para esclarecer quaisquer fatos, mantendo abertos todos os processos em curso na SES, inclusive com acompanhamento online do Ministério Público pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), comprovando a inexistência dos crimes a que estão sendo indevidamente acusados.
Neste momento, não resta outra atitude da minha parte a não ser afastar preventivamente os acusados, com o único intuito de não paralisar os importantes serviços prestados à sociedade do Distrito Federal pela Secretaria de Saúde, em especial neste momento de pandemia.
Aguardo rápida apuração e o esclarecimento dos fatos para que pessoas inocentes não tenham seus nomes indelevelmente manchados.
Ibaneis Rocha
Governador do Distrito Federal


São alvo de prisão preventiva: Francisco Araújo Filho, secretário de Saúde do DF; Ricardo Tavares Mendes, ex-secretário adjunto de Assistência à Saúde; Eduardo Hage Carmo, subsecretário de Vigilância à Saúde; Eduardo Seara Machado Pojo do Rego, secretário adjunto de Gestão em Saúde; Jorge Antônio Chamon Júnior, diretor do Laboratório Central (Lacen); Iohan Andrade Struck, subsecretário de Administração Geral da Secretaria de Saúde do DF; e Ramon Santana Lopes Azevedo, assessor especial da Secretaria de Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.