IESB

20º Conami aponta relação interpessoal como aspecto fundamental para o mercado imobiliário

 Último dia do Congresso Nacional do Mercado Imobiliário, organizado pela AABIC, ainda tratou de assuntos relacionados a ESG, tendências para relações locatícias, LGPD e criptoativos

A tecnologia favorece as iniciativas de desenvolvimento das empresas e a pandemia ainda acelerou o uso de soluções mais inovadoras, mas as relações interpessoais continuam sendo fundamentais para os negócios no mercado imobiliário. Esta foi uma das principais constatações dos panelistas e do público de mais de 550 pessoas que marcaram presença no auditório do Sheraton WTC Hotel no 20º Conami (Congresso Nacional de Mercado Imobiliário), promovido pela Administradora de Bens e Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC), de 21 a 23 de novembro. 


No último dia do evento, realizado nesta terça-feira, dia 23, nortearam as discussões assuntos relacionados a foco no atendimento, à preocupação com a sustentabilidade e melhores práticas ambientais, sociais e de governança (ESG), assim como as tendências para as relações locatícias, o impacto da LGPD na rotina dos condomínios e o avanço dos investimentos em criptoativos no mundo.


A programação teve início com Érik Penna, especialista em excelência no atendimento e treinamentos, com reflexão sobre o método Disney de encantar clientes. O palestrante ressaltou sete pontos de gestão, visando melhorar a experiência do cliente, destacando o bom atendimento, atenção aos detalhes e o poder de cativar por afeto e emoção. O painel foi moderado pelo Diretor de Negócios Imobiliário da AABIC, Marco Dal Maso.


Na sequência, falaram Felipe Augusto Faria, CEO GBC Brasil - organização não governamental que atua fomentando a construção sustentável -, e Osvaldo Barbosa Júnior, coordenador de Engenharia de Aplicação da Duratex S.A, com moderação do Diretor de Condomínios da AABIC, Omar Anauate. Ambos palestrantes destacaram que a adoção de critérios ESG na implementação das edificações, assim como a busca de certificações trazem inúmeras vantagens, como a redução de custos e a valorização dos imóveis. “Edificações sustentáveis valorizam o metro quadrado, pois trazem mais conforto, saúde, bem-estar, disse Faria. A conscientização também foi destacada como essencial na implementação de iniciativas sustentáveis. “A tecnologia permite um monitoramento ideal para adotar iniciativas de redução de água, mas precisa de conscientização. Se o pensamento não for de eficiência no uso, nenhuma ferramenta funciona”, complementou Osvaldo Júnior.


A manhã terminou com palestra sobre novas tendências jurídicas na locação. O debate, mediado por Rubens Carmo Elias Filho, presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-SP e ex-presidente da AABIC, teve início com Cristiane Carvalho Vargas, ex-presidente da Associação Gaúcha dos Advogados do Direito Imobiliário Empresarial, sobre as mudanças causadas pela pandemia. “O contrato de locação eletrônico foi catalisado pela pandemia e seguirá assim. A assinatura eletrônica é disruptiva, pois garante a integridade e acessibilidade futura”.


No mesmo painel, Marcelo Borges, diretor de Condomínio e Locação da ABADI (Associação Brasileira das Administradoras de Imóveis), refletiu sobre programas e alternativas contra o aumento da vacância, como o retrofit e a conversão de imóveis. Jaques Bushatsky, Integrante do Conselho Jurídico da Presidência do Secovi-SP, finalizou a discussão com tese sobre a leitura contemporânea que as pessoas devem considerar no momento atual, além de aspectos essenciais para acordos, valendo-se de boa fé e clareza nos contratos.

 

Inovações 

A tarde do terceiro dia do 20º Conami começou com painel comandado pelo palestrante Arthur Igreja, que falou sobre as novas exigências dos clientes, pautados pela facilidade e conveniência, e a importância de as empresas conversarem com consumidores e colaboradores para acertar o caminho da inovação. A moderação foi de Marco Gubeissi, Diretor de Produtos, Serviços e Tecnologia da AABIC e “As pessoas buscam brevidade e conveniência. Individualização, humanização, especificado no atendimento são os diferenciais em qualquer negócio”, apontou Igreja.


LGPD em condomínios foi o tema da discussão seguinte. Renato Opice Blum, advogado, economista, professor universitário e Chairman da Opice Blum explicou quais são alguns dos novos direitos, deveres, obrigações e definições dos condomínios e apontou como esses empreendimentos, para efeitos da LGPD, podem ser considerados agentes de tratamento. “Tudo leva a crer que condomínios serão incluídos como controladores e é importante preparar-se para todas situações. Não existe proteção de dados da forma plena. Todos teremos contato com vazamentos, mas não sabemos quando, nem como, nem qual proporção, por isso é importante ter gestão de dados”, provocou Opice Blum. No mesmo painel, moderado pelo assessor Jurídico da AABIC, João Paulo Rossi Paschoal, Fernando Capez, diretor-executivo do Procon, jurista, professor universitário e ex-deputado estadual, tendo presidido a Assembleia Legislativa de São Paulo, explicou que o Procon já aplicava penalidade para vazamento de dados, e que, agora, também aplica o LGPD. No penúltimo painel, o presidente da Netimóveis Brasil, fundador do Secovi-MG e presidente do SICOOB-MG, Ariano Cavalcanti de Paula, conduziu uma aula sobre criptoativos e seus impactos no mercado imobiliário.


No encerramento dos painéis, os participantes tiveram a oportunidade de ouvir palestra de Wellington Nogueira, fundador do Doutores da Alegria, que relatou suas experiências na arte de ser palhaço no universo da saúde. Nogueira ressaltou como a essência do atendimento, de entender a necessidade do outro e agir para supri-la, é essencial no dia a dia, numa clara mensagem aos participantes do Congresso de que esses aspectos podem fazer a diferença em mercados competitivos.


O evento foi finalizado com homenagens dos realizadores do 20º Conami, liderados por Graiche Junior e Pedro Wahnmann, da CBCSI - CNC e Secovi-RJ, ao desembargador Sylvio Capanema de Sousa, que morreu vítima de Covid em 2020, em reconhecimento por seu trabalho no mercado imobiliário, dedicação e ética. Graiche Junior também recebeu homenagens do Secovi-RJ, da Abadi-RJ e dos diretores da AABIC pela liderança na realização do Congresso, que foi adiado por força da pandemia. “A vida é feita de encontros e o Congresso permitiu esse fantástico reencontro, com muita troca e reflexões sobre o melhor para nossa classe”, disse Graiche Júnior, que também agradeceu o pai, José Roberto Graiche, por sua atuação e representatividade no setor. 

O 20º Conami contou, ao longo dos três dias de evento, com 13 painéis e a presença de mais de 550 participantes, de 17 Estados do Brasil. Além de São Paulo, lideraram as inscrições no Congresso as delegações do Paraná, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem