Com apenas 14 anos, Amanda Emanuele é referência no jiu-jitsu mineiro

Ainda adolescente, mas com conquistas que valem uma vida inteira. Essa é a realidade de Amanda Emanuele, que tem apenas 14 anos de idade, mas atualmente é referência no jiu-jitsu mineiro. A menina, que coleciona mais de 90 medalhas, sendo a maioria de primeiro lugar, tem uma história de permeada de dedicação ao esporte e honra à memória do seu irmão, Gabriel Fernando, que praticava a mesma atividade esportiva, mas faleceu com a mesma idade de sua irmã, em 2016.

Fora do tatame, Amanda Emanuele é uma adolescente tímida, mas com um sorriso que contagia quem está ao seu redor. Mas, quando está vestida com o seu kimono, se transforma na atleta de ponta que se tornou, mostrando ser merecedora das mais de 90 medalhas que guarda em sua casa.

A história da adolescente com o jiu-jitsu foi iniciada há 11 anos, quando ainda era uma pequena garota. A trajetória dela no esporte começou graças ao seu irmão. "A minha mãe incentivou o Gabriel a treinar para que a prática o ajudasse a diminuir a hiperatividade. Ela me levou também e nós dois passamos a tomar gosto por tudo. Foi ali que percebi que estar no tatame é o meu objetivo de vida", conta a menina.

Quando a vida lhe pregou uma peça, a atleta concentrou ainda mais as suas forças para chegar ao seu objetivo. "Minha inspiração no jiu-jitsu era o meu irmão Gabriel Fernando. Por uma fatalidade, há 5 anos nós o perdemos e desde então eu busco honrar a memória dele e seguir os passos que eu tenho certeza de que ele gostaria que eu trilhasse", revela a adolescente, que hoje enfrenta uma rotina disciplinada de treinos.

O tempo de Amanda Emanuele é dividido entre a escola, já que está no 8º ano do ensino fundamental, os treinos no tatame e as atividades físicas que visam condicionar o seu corpo para a pesada rotina. "Chego a treinar três horas por dia, além de fazer musculação, natação e todo um planejamento alimentar com o acompanhamento de uma nutricionista esportiva", conta.

Com tanta disciplina e força de vontade, Amanda Emanuele se tornou inspiração, chegando a ser convidada pelo Exército Brasileiro para ministrar treinamento de jiu-jitsu aos soldados. "Já fui duas vezes ao quartel para estar com os cadetes e mostrar algumas técnicas que aprendi. Eu fico feliz e lisonjeada

Investimento

Para a conquista das mais de 90 medalhas e o reconhecimento de Amanda Emanuele como atleta referência no jiu-jitsu mineiro, foi necessário dedicar tempo e muitos recursos financeiros. A responsável por viabilizar o sonho da adolescente é a sua mãe, Gláucia Silva, que tem 44 anos de idade, é divorciada e cria sozinha a jovem esportista e mais um filho. Todo o dinheiro empregado na carreira da filha é fruto do seu trabalho como professora.

A mãe coruja conta que não tem sido fácil dar conta de tudo, mas que ver a realização dos seus filhos é um combustível para lidar com as adversidades. "É tudo muito caro, pois, além dos treinos, temos que ter uma nutricionista acompanhando, mensalidade da academia, personal trainer, acompanhamento médico, natação e, principalmente, a alimentação, pois tenho dois adolescentes em casa e, além da comida que já tenho que comprar normalmente, há a dieta prescrita que deve ser seguida à risca", relata.

Além das despesas cotidianas, Gláucia Silva precisa se desdobrar para fazer com que as contas fechem no azul quando Amanda Emanuele precisa viajar para competir. "Tudo sai do meu bolso, inclusive as passagens para os campeonatos fora da cidade. Tenho tentado buscar apoios e patrocínio para ajudar a viabilizar o sonho da minha filha e, aos poucos, com muita persistência e força de vontade, vamos seguindo em frente e fazendo acontecer", conta.

Títulos conquistados

2012: campeã mineira de jiu-jitsu

2013: bicampeã mineira e campeã brasileira de jiu-jitsu

2014: tricampeã mineira de jiu-jitsu; campeã da 3ª Copa do Mundo de Jiu-Jitsu; e campeã da Liga Brasileira Interclubes de Jiu-jitsu

2015: tricampeã mineira de jiu-jitsu, campeã da Copa Leão Dourado de jiu-jitsu, bicampeã brasileira de jiu-jitsu; campeã panamericana de jiu-jitsu; vice-campeã da Copa do Mundo de jiu-jitsu; e vice-campeã mundial de jiu-jitsu.

2016:  pentacampeã mineira de jiu-jitsu; vice-campeã brasileira de jiu-jitsu; campeã mundial de jiu-jitsu; bicampeã panamericana de jiu-jitsu; campeã Copa do Mundo de jiujitsu e bicampeã brasileira Interclubes de jiu-jitsu.

2017:  hexacampeã mineira de jiu-jitsu; tricampeã panamericana de jiu-jitsu; campeã latinoamericana de jiu-jitsu; campeã sul-americana de jiu-jitsu; campeã Copa Leão Dourado de jiu-jitsu; 2º lugar na Copa Mundial de jiu-jitsu; 3º lugar no mundial de jiu-jitsu; e 3º lugar no brasileiro de jiu-jitsu.

2018:  campeã mineira de jiu-jitsu e vice-campeã brasileira de jiu-jitsu.

2019:  octacampeã mineira de jiu-jitsu; tetracampeã panamericana de jiu-jitsu; campeã panamericana no gi de jiu-jitsu; tricampeã brasileira de jiu-jitsu; campeã internacional Abu Dabhi pro de jiu-jitsu.

2020: não foram realizadas competições em virtude da pandemia de Covid-19.

2021: campeã do Panamericano no gi de jiu-jitsu e 3º lugar no panamericano de jiu-jitsu.

 

Patrocínio

Em outubro deste ano, Amanda Emanuele passou a contar com um patrocinador master para ajudar a custear as suas despesas como atleta. O Aquabeat, que será o maior parque aquático de Minas Gerais, com a maior piscina de ondas do Brasil, está em construção em São José da Lapa, cidade que fica próxima ao município de Matozinhos. O empreendimento, que tem a sua logomarca impressa no kimono da atleta, banca grande parte do valor necessário para a manutenção da carreira da esportista.

De acordo com o empresário Tassar Neto, um dos sócios do Aquabeat, o patrocínio do parque aquático reafirma o compromisso do empreendimento com a região em que se encontra. "Buscamos o desenvolvimento de todo o Vetor Norte, nas mais diversas áreas. Acreditamos que o esporte também é um indutor de crescimento e por isso apostamos na carreira da Amanda Emanuele, pois além de fomentar o jiu-jitsu, projetamos ainda mais esta atleta que, apesar da pouca idade, já é reconhecida internacionalmente", completa.

 

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem