PRESIDENTE DA COMISSÃO DE AGRICULTURA DEPUTADA FEDERAL ALINE SLEUTJES FAZ VISITA À LAR, UMA DAS MAIORES COOPERATIVA DO BRASIL



A presidente da Comissão de Agricultura, deputada federal Aline Sleutjes visitou, nesta quinta-feira, 16 de dezembro, a Cooperativa LAR, unidade de Matelândia e ficou admirada com o tamanho e a organização. Segundo a parlamentar "essa cooperativa representa a força do agro, é uma gigante e alavanca a economia do país, é incrível ver a quantidade de aves abatidas por dia e a tecnologia por trás de tudo isso".

 

A Unidade Matelândia em conjunto com outras 3 unidades, tem 9.200 funcionários no setor de aves, 2.750 aviários e por mês uma produção incrível de 24,5 milhões de frangos abatidos, os cortes de frango estão habilitados para chegar em mais de 80 países, pela América, Europa, Ásia e países árabes. A Lar tem mais de 11.900 associados, um total de 22.100 trabalhadores.

 

No Paraná, é a terceira maior cooperativa, ficando atrás apenas da Coamo e C. Vale. Com 14 unidades no estado. A Unidade industrial de aves em Matelândia-PR, beneficia muitas   cidades do estado. A administração central está fixada em Medianeira-PR.

 


Aline Sleutjes teve reunião com a diretoria, 1° vice-presidente Lauro Soethe, o 2° vice-presidente Urbano Inácio Frey e a gerente industrial avícola Lérida Fantin de Vargas, para conhecer o funcionamento, evolução, biosseguridade e a estrutura da instituição.

 

"Atualmente o Brasil é o maior exportador de aves do mundo, de cada 10 frangos exportados, 4 são Brasileiros, o país exportou em 2020 mais de 4 milhões de toneladas de aves e a projeção para o fechamento em 2021 é ainda maior. O setor emprega mais de 4 milhões de pessoas direta e indiretamente. É uma enorme geração de renda ao povo brasileiro e a Cooperativa Lar é sem dúvida uma das responsáveis por esses números" destacou a presidente da Comissão de Agricultura.

 

A Lar Cooperativa Agroindustrial é uma empresa sustentável, estabeleceu o Programa Prioridade Ambiental Lar como estratégia para identificar oportunidades e também para adotar práticas que visam promover a consciência e a responsabilidade ambiental.

 


"As cooperativas paranaenses são responsáveis pelo sucesso do agronegócio brasileiro, a sustentabilidade, tecnologia, e modelo de administração são exemplos para o mundo, geram empregos e renda, sem contar que prestam um serviço à humanidade, pois o Brasil é o celeiro do mundo, alimentamos mais de 170 países, se nós parássemos o mundo passaria fome, temos uma grande responsabilidade nas mãos, a segurança alimentar" finalizou Sleutjes.

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem