IESB

Com 900 contratações em 2021 e expectativa de aumentar em 20% o quadro de colaboradores em 2022, construtora paranaense tem crescimento expressivo

 

Na contramão da pandemia, Grupo A.Yoshii enfrenta a falta de qualificação de mão de obra na construção civil e prevê abrir mais de 600 vagas neste ano

O setor da construção civil se manteve em alta durante os dois últimos anos, mesmo com o impacto das crises sanitária e econômica. O segmento foi um dos dos que mais gerou empregos, sendo essencial para sustentar a economia do país no período. De acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), as vendas e os lançamentos de imóveis novos cresceram durante os anos de 2020 e 2021, e o segmento de luxo encabeçou esse aumento, registrando crescimento de 32%, apenas em 2021.

O Grupo A.Yoshii, construtora e incorporadora referência no mercado de alto padrão, gerou mais de 900 vagas e lançou 12 novos empreendimentos em São Paulo e no Paraná no ano passado. A previsão é que os investimentos se mantenham em 2022. “Com a pandemia, muitas obras pararam nos primeiros meses de 2020, mas retomamos os trabalhos em pouco tempo, com cuidadosos protocolos com a saúde do colaborador. Além das obras em andamento, estimamos 26 lançamentos neste ano e projetamos contratar aproximadamente 600 colaboradores em todas as praças onde atuamos nos segmentos administrativo e operacional”, conta o diretor de Recursos Humanos da A.Yoshii, Aparecido Siqueira. 

Construção civil vê dificuldade para contratar mão de obra

Um estudo desenvolvido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) revelou que 77% das empresas do segmento estão com dificuldade em recrutar força de trabalho. Segundo a pesquisa, mais de 65% das empresas informam que um dos cargos mais difíceis de se preencher é o mestre de obras que faz a gestão da construção. Na sequência, aparecem carpinteiro, com 55% das menções, e pedreiro, com 46%. De acordo com Aparecido Siqueira, isso não ocorre apenas no setor de obras corporativas e industriais, mas também no residencial.

“Hoje, a oferta de profissionais técnicos qualificados em construção civil no mercado é baixa e a tendência desse quadro é diminuir ainda mais. Os profissionais mais difíceis de encontrar são os que ocupam os cargos de liderança como mestre de obras e encarregados, os responsáveis por instalações como eletricistas e encanadores e ainda oficiais de acabamentos. Acreditamos que um dos problemas está relacionado aos novos sistemas construtivos, que necessitam de capacitação especifica”, explica.

Cursos profissionalizantes 

Prevendo lançar 26 empreendimentos e contratar aproximadamente 600 colaboradores neste ano, o grupo investe em qualificação profissional dos seus funcionários. 

“A nossa empresa investe constantemente no desenvolvimento e aprimoramento da equipe interna, por meio de mentoria, treinamentos e cursos específicos para as diferentes áreas de atuação. Também investimos na melhoria de nossos processos internos que visam aumentar a produtividade e a excelência na realização das tarefas. Mas, ainda assim, sentimos que falta capacitação no mercado. Apesar de ter vagas, muitas delas ficam meses abertas porque não encontramos um profissional especifico”, ressalta.

A dica para quem está procurando vagas no setor é buscar entender quais são os gargalos das empresas e se qualificar. “Existem diversas entidades e escolas com cursos específicos. O profissional precisa fazer essa capacitação e entender que quanto mais acompanhar as novidades do setor e adquirir conhecimento, maiores são as oportunidades”, diz. Para acompanhar as novidades e conferir as vagas em aberto, basta acessar ayoshii.com.br/pt-br/trabalhe-conosco

 

Grupo A.Yoshii

Fundado em 1965, o Grupo A.Yoshii já construiu mais de 2 milhões de m² do Sul ao Nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná e interior de São Paulo; pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e a democratização cultural; e atua em Obras Corporativas, atendendo a grandes corporações em suas plantas industriais, nos mais variados segmentos da economia, como papel e celulose, alimentício, químico, agronegócio, energia, assim como usinas sucroalcooleiras, centros logísticos, plantas automobilísticas, entre outros. Mais informações: www.ayoshii.com.br.

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem