Homenagem a quem combate a criminalidade

PCDF concede Medalha do Mérito Policial Civil Presidente Juscelino Kubitschek a 130 servidores e autoridades





A Polícia Civil homenageou hoje 130 servidores que se destacaram no exercício da função, com a entrega da Medalha do Mérito Policial Civil Presidente Juscelino Kubitschek. A cerimônia foi na sede da PCDF, na tarde desta terça-feira (10).

O governador Ibaneis Rocha foi agraciado, como reconhecimento a seu trabalho de valorização da categoria.

“Tenho muito orgulho da Polícia Civil do Distrito Federal, das forças de segurança como um todo. Aqui é uma das cidades onde os índices de violência vêm caindo, o que é prova do trabalho e do empenho de todos os policiais, de todas as forças de segurança”, ressaltou. “Unimos as forças com o objetivo de diminuir a criminalidade, de trazer mais segurança para as pessoas, não só a segurança efetiva, mas a sensação de segurança do cidadão.”
Governador Ibaneis Rocha é homenageado com a Medalha do Mérito Policial Civil | Foto: Renato Alves.
A Medalha do Mérito Policial Civil Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira foi instituída em 1988, pelo Decreto nº 11.205. Posteriormente, em razão de mudanças administrativas na PCDF, foi editado o Decreto nº 24.200, de 10 de novembro de 2003, e, mais recentemente, o Decreto nº 39.793, de 30 de abril de 2019. Com a presente outorga, 1.310 pessoas já receberam a honraria.

O diretor-geral da Polícia Civil, Robson Cândido, lembrou o trabalho dos policiais no enfrentamento à criminalidade. Cândido ressaltou a valorização da categoria, pelo Executivo, nos últimos anos. “Destaco o encaminhamento da mensagem solicitando a recomposição salarial e a interlocução com a área federal para sua implementação, a implantação do plano de saúde do Policial Civil e a abertura das delegacias, que estavam fechadas”, afirmou.

Além dos policiais que se destacaram no serviço, a honraria foi concedida a autoridades do Executivo e do Judiciário federais.

Entre os agraciados estavam o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Justiça, Anderson Torres, que não compareceram ao evento. Já a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU) Ana Arraes, mãe do ex-deputado Eduardo Campos, falecido em 2014, marcou presença na solenidade.

Segunda geração de policiais
A agente da Polícia Civil Marília Machado, 22 anos de corporação, é a segunda de sua família a integrar o órgão. Seu pai, falecido, também era policial e foi quem a encorajou a ingressar na carreira. “Receber essa medalha é uma grande honra para mim, que sou de uma família de policiais”, afirmou Marília.

Rosângela Chimiti

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem