IESB

Mercados inteligentes: uma nova forma de fazer compras

Conheça mais sobre os mercados autônomos que estão fazendo sucesso entre os brasilienses

por Ana K Freitas



Os mercados inteligentes estão cada vez mais presentes no dia a dia do brasiliense. Em condomínios, espaços de coworking e até mesmo em hospitais, esses estabelecimentos têm se tornado uma ótima alternativa para pequenas compras.

Também conhecidos como mercados autônomos, esses locais são completamente automatizados e não possuem pessoas trabalhando neles constantemente. O consumidor escolhe o seu produto, retira das prateleiras e faz o pagamento completamente sozinho. Neles existe a praticidade de não pegar filas ou se deparar com o mercado fechado, já que eles funcionam 24 horas por dia.

Nesses locais é possível encontrar diversos produtos essenciais para o dia a dia, de alimentos a produtos de limpeza, por preços acessíveis, em alguns casos mais baratos que em mercados convencionais e com o benefício de estar perto e sempre disponível.

Brasília tem hoje diversos mercados inteligentes espalhados por várias regiões administrativas, principalmente em Samambaia, Taguatinga, Águas Claras e no Plano Piloto onde se tem um maior volume de condomínios e empresas. Algumas das redes presentes são: Zaitt, WizMart e Be Honest.

A honestidade
Um assunto muito debatido desde a criação desse modelo de mercado é a honestidade dos compradores. Se não existem atendentes nesses locais, como garantir que as pessoas estão de fato comprando tudo que estão levando para casa?

Foi a partir dessa pergunta que a rede Be Honest foi criada. Em 2020 alguns jovens começaram a vender doces na escola em que estudavam, porém com a alta demanda acabaram perdendo aulas para poder vender seus doces. Foi então que decidiram desenvolver um meio de vender seus produtos sem ter que estar presente pessoalmente e a partir daí surgiu a ideia de deixar os produtos expostos para que os próprios clientes pudessem pegar e pagar.

"A Be Honest tem como base a missão de disseminar honestidade, gerando comodidade, da forma mais simples possível. Esse é o lema que nos guia em todas as tomadas de decisão", afirma o Growth Hacker Marco Túlio.  Growth Hacker é o profissional responsável por encontrar possíveis "brechas" nos mecanismos de crescimento de uma empresa.

A Be Honest possui um aplicativo; nele os consumidores podem entrar nas lojas que são fechadas, checar preços, disponibilidade de produtos, abrir os freezers +18 (geladeiras com bebidas alcóolicas são bloqueadas) e até mesmo fazer suas compras.

Boa parte de suas lojas são completamente abertas e são abastecidas cerca de três vezes na semana conforme a demanda. Douglas Otávio,  que trabalha no ponto de abastecimento de Brasília, explica como funciona esse processo: "Tudo que chega aos mercados é registrado e quando é comprado nós temos acesso a uma lista, que nos mostra exatamente o que temos que abastecer. Aqui nós separamos e entregamos para os repositores externos que fazem esse trabalho de limpar, organizar e reabastecer esses locais."

A Be Honest trabalha com as taxas de honestidade e esquecimento, onde é feito um balanço mensal dos produtos que foram disponibilizados e os que de fato foram comprados. A franquia possui mais de 100 lojas em Brasília e mais de 200 no Brasil, estando presente em três estados.

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem