IESB

Perto de completar 18 meses, gestão Rogério Cruz amplia investimentos em projetos culturais que foram prejudicados, ou adiados pela pandemia

Prefeitura de Goiânia trabalha na execução de cronograma de eventos que incluem, por exemplo, Festival de Ópera, concertos, exposições de arte em museus municipais, formação de alunos no Centro Livre de Artes e Carnaval de rua. Em paralelo, administração municipal trabalha no credenciamento de artistas que pretendem trabalhar em parcerias. Projeto Arte Urbana vai fazer com que ilustrações de grafite embelezem espaço público


Administração do prefeito Rogério Cruz, que caminha para completar 18 meses, empreende esforços para que agenda de eventos culturais em Goiânia seja ainda mais diversificada do que era em anos anteriores à pandemia: leis de incentivos subsidiraram categoria artísticas enquanto apresentações estavam suspensas  - Foto: Renato Alves.

Em 18 meses, a gestão do prefeito Rogério Cruz ampliou esforços para que a agenda de eventos culturais seja, a partir de 2022, ainda mais diversificada do que era nos anos anteriores à pandemia. A Secretaria Municipal de Cultura elaborou cronograma que prevê, por exemplo, Festival de Ópera, concertos, exposições de arte nos museus municipais, formação de alunos no Centro Livre de Artes e Carnaval de rua, além do anúncio do credenciamento de artistas que desejam participar de eventos do calendário cultural e do projeto Arte Urbana, para ilustrações em grafite em espaços públicos.

O prefeito Rogério Cruz afirma que a administração municipal empreendeu recursos para que os artistas e espaços culturais não ficassem desguarnecidos no período crítico da Covid-19, em que shows, feiras e apresentações teatrais foram suspensas. Fez parte desse esforço a destinação de verbas por meio da Lei Aldir Blanc e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. A prefeitura também direcionou recursos para projetos inscritos por meio de editais e chamada pública emergencial.

Acompanhado do secretário municipal de Cultura, Zander Fábio, o prefeito anunciou, no dia 8 de maio deste ano, a Retomada Cultural, com a volta de apresentações da Orquestra Sinfônica de Goiânia, o festival Canto de Ouro, Festival de Ópera, Carnaval de rua e o lançamento do projeto Tenda Cultural, que promove apresentações nas praças e parques.

"Após dois anos impedidos pela pandemia, conseguimos retomar, com transparência, segurança e responsabilidade, a nossa agenda cultural", diz o prefeito Rogério Cruz. "Isso nos deixa felizes, porque proporcionar cultura e lazer aos goianienses é, também, missão nossa", pontua.

Credenciamento de Artistas
Após a Retomada Cultural, a Prefeitura de Goiânia anunciou, no último dia 10 de junho, o credenciamento dos artistas em sistema online aberto durante todo o ano, para que os interessados possam se cadastrar e se inscrever para participação nos eventos culturais municipais que ainda vão acontecer, como Chorinho, Festival de Teatro Popular, Festival de Humor Goiânia em Cena, Canto de Outro, Sons de Mercado e Grande Arraial de Goiãnia. Na prática, o credenciamento é o registro de pessoas físicas e entidades culturais destinado ao mapeamento do perfil da comunidade artística e cultural da capital. Por ele, a administração terá embasamento para construir programas que darão maior visibilidade aos artistas.

A ferramenta se insere no contexto de tecnologia da informação e desburocratização, uma vez que facilita o cadastro do artista, aprimora transparência nos processos de contratação e pagamento e forma um banco de dados cultural. O credenciamento permite ao próprio artista cadastrar seu projeto, escolher o evento do calendário cultural do qual pretende participar e acompanhar sua solicitação.

Projeto Arte Urbana
A pedido do prefeito Rogério Cruz, a Secult realiza, em parceria com a Comurg, Seinfra e Agetul, o projeto Arte Urbana, que já revitalizou e ilustrou com grafite o Beco da Codorna e dois novos viadutos na cidade. A prefeitura inseriu no Código Tributário Municipal (CTM) uma série de incentivos para recuperar a região central, que é um dos maiores acervos de Art Déco do mundo.

Entre os benefícios estão a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) pelo período de cinco anos após a certidão de conclusão da obra para aquisição de imóveis em prédios novos, redução de 70% no Imposto Territorial Urbano (ITU) para estacionamentos localizados no Centro, isenção de IPTU por até dois anos para empresários que aderirem ao programa de ordenação dos engenhos de publicidade e isenção de 30% do IPTU para imóveis classificados como bens culturais.

Espaços Culturais
Além dos projetos e eventos do calendário cultural, a Secult mantém na ativa, com atividades permanentes, o Museu de Arte de Goiânia (MAG), o Museu Frei Confaloni, o Centro Livre de Artes (CLA), com atendimento a quase mil alunos em oficinas culturais, as bibliotecas Marieta Telles e Cora Coralina, o Cine Goiânia Ouro, Grande Hotel, onde acontecem aulas de música, a Orquestra Sinfônica de Goiânia com calendário de atividades semanal, e a Casa de Vidro.

Conheça o portal FOCO NACIONAL: foconacional.com.br

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem