IESB

OPERAÇÃO ENERGIA LEGAL, DA ENEL GOIÁS, IDENTIFICA 213 FURTOS DE ENERGIA EM CALDAS NOVAS

Operativos foram realizados em 8 bairros do município na semana passada. Dois inquéritos foram abertos e uma pessoa presa em flagrante pelo crime de furto de energia. Companhia levou atendimento móvel, com serviços comerciais, e projetos de sustentabilidade, como troca de lâmpadas, para a região



A operação Energia Legal, realizada pela Enel Distribuição Goiás, em parceria com a Polícia Militar e a Polícia Civil, identificou e retirou 213 pontos com furto de energia em Caldas Novas, na semana passada. Além das ligações clandestinas, ou seja, locais ligados direto à rede, sem nenhum tipo de medição, a companhia também verificou 57 pontos com medidores com suspeita e/ou comprovação de irregularidade. Nesses casos, os clientes foram notificados e os equipamentos substituídos, colocados em embalagem especial lacrada, e enviados para análise em laboratório. Além disso, dois inquéritos foram abertos e uma pessoa foi presa em flagrante pelo crime de furto de energia, previsto no Código Penal Brasileiro.

Ao todo, a companhia inspecionou 345 pontos com suspeitas de irregularidades na medição durante a ação. Nos quatro dias de evento, a companhia também ofereceu diversos serviços para os moradores da região por meio de uma Loja de Atendimento Móvel. Ao todo, foram realizados 64 atendimentos comerciais, entre pedidos de cadastro na Tarifa Social, ligações novas, atualizações cadastrais e emissão de segunda via.

A distribuidora realizou, ainda, a troca de lâmpadas antigas, incandescentes ou fluorescentes, por lâmpadas LED, que tem alta durabilidade e baixo consumo de energia. Ao todo, 245 clientes participaram da ação, trocando 459 lâmpadas. As unidades recolhidas são descartadas de forma correta pela companhia. Agentes da empresa também aplicaram 118 pesquisas socioeconômicas, que identificam pessoas em situação de vulnerabilidade social e podem se encaixar em algum outro projeto social da companhia, como a troca de geladeiras velhas por outras novas e eficientes, por exemplo.

O Energia Legal de Caldas Novas foi a terceira edição do projeto realizado pela Enel Goiás. Nas outras duas edições, promovidas em Goiânia e no Distrito de Campo Lindo, em Cristalina, a empresa identificou e retirou 244 ligações clandestinas e 83 fraudes na medição, além de 583 atendimentos por meio da Loja Móvel e troca de 500 lâmpadas.

Combate ao furto de energia
O responsável por Ações de Combate ao Furto de Energia, Leonardo Pacheco, destaca que além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia, popularmente conhecido como "gato", prejudica diretamente a qualidade do fornecimento de energia e põe em risco a segurança da população, podendo causar graves acidentes, principalmente com as pessoas que manipulam a rede elétrica sem a capacitação adequada e os devidos cuidados.

"As ligações irregulares sobrecarregam a rede elétrica e podem causar curtos-circuitos, ocasionando interrupções no fornecimento de energia e prejudicando a qualidade do serviço inclusive para os clientes regulares da companhia. Além de crime, as fraudes e furtos contribuem para elevar o valor da conta de luz para todos os consumidores. Isso ocorre porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) reconhece nas tarifas uma parte das chamadas "perdas comerciais", como são denominados tecnicamente os furtos e as fraudes no jargão do setor elétrico", completa. 

Ao longo do ano de 2021, a Enel Goiás promoveu 214 mil inspeções em unidades consumidoras, entre residências, comércios e indústrias, com suspeitas de fraudes em Goiás. Destas, cerca de 56 mil apresentaram alguma irregularidade e foram regularizadas após inspeção da companhia. Os municípios com maior índice de irregularidades identificadas em 2021 foram Caldas Novas, Itumbiara e Rio Verde, que representam 12% do volume total de fraudes identificadas no sistema de medição ou rede elétrica.
 
Para complementar essas ações, a partir deste ano, a companhia passou a contar com o programa Energia Legal, criado pela Enel Rio, e que também foi levado para as distribuidoras do Grupo em São Paulo e no Ceará. O Energia Legal tem como objetivo combater o furto de energia, diminuindo os índices de perdas, e conscientizar a população sobre os riscos e prejuízos desta prática, levando ações e orientações aos clientes da área de concessão.
 
Ainda segundo Leonardo, outro grande objetivo do Energia Legal é mostrar que o consumidor também tem um papel importante no combate ao furto de energia, estimulando que a denúncia de possíveis irregularidades pelos canais da companhia se torne uma prática comum. "A Enel disponibiliza canais gratuitos para a denúncia como o nosso Call Center 0800 062 0196 e o site da empresa, digitando 'Denúncia fiscalização Enel' na busca do navegador. As informações são passadas de forma totalmente anônima. Também há uma página no nosso site específica para o projeto, basta seguir o link https://www.enel.com.br/pt-goias/energia-legal.html", completa.

Sobre a Enel Distribuição Goiás
A Enel Distribuição Goiás, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 237 municípios do Estado de Goiás, abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km². A Região Metropolitana de Goiânia representa a maior concentração do total de 3 milhões de clientes atendidos pela companhia. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem