Bio Caldo - Quit Alimentos

Para atender demanda, BNDES Crédito Rural com taxa fixa em Dólar terá mais R$ 2 bi

Com protocolo de operações a ser aberto aos agentes financeiros no dia 16, linha apresentou perspectiva de crédito superior aos R$ 2 bi iniciais


 
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta terça-feira, 9, que a linha BNDES Crédito Rural na modalidade com referencial de custo em dólar - lançada no último dia 17 pelo ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, e o presidente do Banco, Aloizio Mercadante – terá mais R$ 2 bilhões suplementares para atender a necessidade de demanda.

A linha, cujo protocolo de operações será aberto no dia 16 deste mês aos agentes financeiros credenciados a repassar os recursos do BNDES ao cliente final, apresentou perspectiva de demanda de crédito superior aos R$ 2 bi inicialmente previstos.

Esse diagnóstico decorre de sondagens realizadas desde o primeiro dia da Agrishow com diferentes agentes financeiros participantes da Feira, realizada na última semana. Em apresentações iniciais da linha aos clientes finais, os parceiros identificaram uma procura significativa pelos recursos. Em razão desse cenário, o BNDES decidiu dobrar o valor inicialmente alocado.

"Queremos  afastar qualquer possibilidade de esgotamento de recursos na linha, que tem uma condição muito favorável, permite planejamento e segurança. Ela é um dos instrumentos de que dispomos para fomentar uma agricultura cada vez mais inovadora, digital, de precisão, que reduza custos e riscos", comentou o presidente Mercadante.

O uso de uma taxa fixa, em dólares americanos, para operações no âmbito do produto BNDES Crédito Rural busca ampliar e diversificar alternativas de crédito a custos mais competitivos para o segmento, que é intensivamente exportador. Voltada à aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, a opção deve contribuir para aumentar a produtividade no campo, ao ampliar a atualização tecnológica da frota de tratores e colheitadeiras agrícolas.

Para receber o crédito, o agricultor deve possuir receitas em dólar ou atreladas à moeda americana, de modo a minimizar riscos cambiais. Essa verificação será realizada pelo agente financeiro. O custo final partirá de aproximadamente 7,59% ao ano, mais variação cambial. Os prazos totais vão de 25 a 120 meses, com prazo de carência de até 24 meses. São condições extremamente competitivas se comparadas a soluções semelhantes disponíveis no mercado.

Além da nova linha com taxa fixa em dólares, o BNDES Crédito Rural conta com outras três possibilidades de custos financeiros básicos na formação da taxa final para o financiamento: Taxa Selic, TLP (Taxa de longo prazo do BNDES) ou a Taxa Fixa do BNDES. Detalhes sobre a linha estão disponíveis em https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/financiamento/produto/bndes-apoio-agroindustria
Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem