Bio Caldo - Quit Alimentos

Novo PAC: programa busca capacitar mão de obra para ajudar em obras

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

O programa Qualifica-PAC deve atuar em todas as regiões do país para identificar e resolver déficits na formação profissional, além de oferecer cursos e qualificação

O governo federal anunciou recentemente o lançamento do Novo Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC 3, com a proposta de impulsionar o desenvolvimento do país por meio de investimentos em infraestrutura. No âmbito deste programa, destaca-se o "Qualifica-PAC", um projeto transversal que visa identificar regiões com escassez de mão de obra qualificada e capacitar profissionais para atuarem nos setores prioritários, como construção civil, transição energética e saúde.

O Qualifica-PAC propõe uma abordagem integrada, reunindo esforços das esferas nacional, estadual e municipal, em parceria com o Sistema S, instituições públicas, privadas e universidades. A economista Carla Beni, professora de MBAs da FGV, enxerga o programa como inovador ao tentar equacionar a discrepância entre oferta e demanda de mão de obra qualificada em diferentes localidades.

"O programa tem o objetivo muito interessante de tentar equacionar essa questão entre sobra de mão de obra num local e falta num outro, num primeiro momento. E depois junto com o sistema S — Sesi, Senai, Senac — fazer a formação dessas pessoas. Então quando você pega todas essas pontas, me parece um programa muito interessante e inovador", destaca a economista.

Com um investimento previsto de R$ 1,7 trilhão em infraestrutura, o PAC 3 abrange nove eixos, incluindo transporte, cidades sustentáveis e inovação. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), os investimentos em infraestrutura entre 2019 e 2022 representaram apenas 1,86% do PIB, sendo que seriam necessários aportes equivalentes a 4,2% do PIB para uma modernização efetiva.

Governo deve buscar profissionais junto ao sistema CFT /CRTs e ampliar a oportunidade para Técnicos Industriais na retomada das obras


Nesse contexto, surge uma oportunidade significativa para os Técnicos Industriais. Com a retomada de obras inacabadas, proposta pelo Pacto Nacional pela Retomada de Obras Inacabadas, sancionado no início de novembro, mais de 10 mil projetos, especialmente nas áreas de saúde e educação, serão reativados. Essa demanda crescente por mão de obra qualificada destaca a importância de buscar profissionais junto ao sistema CFT / CRTs (Conselhos Federal e Regionais dos Técnicos Industriais).

O deputado federal Alencar Santana (PT-SP) ressalta a relevância do retorno do PAC não apenas para resolver problemas locais, mas também para impulsionar a economia, gerar empregos e promover a prestação de serviços de qualidade.

"Retomada obras paradas, novas ações, novos projetos, e isso é fundamental porque está levando um serviço público, resolvendo um problema de uma cidade, estado, uma comunidade melhorando o serviço para aquela região, mas ao mesmo tempo acaba girando a economia, fomentando a geração de empregos, compra de material prestação de serviço", destaca o parlamentar.

Portanto, a necessidade de mão de obra qualificada para atender a demanda crescente de projetos do PAC 3 representa uma excelente oportunidade para os Técnicos Industriais, que, por sua vez, podem ser encontrados através do sistema CFT / CRTs. O sucesso do programa dependerá, em grande medida, da eficácia na identificação e formação desses profissionais, contribuindo assim para o avanço do desenvolvimento nacional.

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem