Bio Caldo - Quit Alimentos

DIU de progesterona reduz risco de AVC isquêmico em 22%, sugere estudo dinamarquês

 



Foto: Envato

Nova pesquisa feita com cerca de 1,7 milhões de mulheres aponta que a chance de ocorrer um AVC pode diminuir dependendo do tipo de DIU usado

Um novo estudo dinamarquês, publicado neste ano na revista Stroke, descobriu que mulheres que usaram dispositivos intrauterinos (DIUs) liberadores de levonorgestrel (DIU-LNG) apresentaram um risco 22% menor de sofrer um acidente vascular cerebral isquêmico (AVC) do que aquelas que não usaram contracepção hormonal.

O estudo, que acompanhou 1,7 milhões de mulheres, também não encontrou aumento no risco de hemorragia intracerebral entre as usuárias do DIU-LNG.

“Esta descoberta levanta a questão de saber se o levonorgestrel, além de suas propriedades contraceptivas, pode ter o potencial de prevenir acidentes vasculares cerebrais isquêmicos”, afirma a médica Alexandra Ongaratto, especializada em ginecologia endócrina e climatério e Diretora Técnica do primeiro Centro Clínico Ginecológico do Brasil, o Instituto GRIS.

Detalhes da pesquisa

O estudo incluiu mulheres entre 18 e 49 anos que viveram na Dinamarca entre 2004 e 2021. As participantes foram divididas em dois grupos: usuárias do DIU-LNG e não usuárias de contracepção hormonal.

Durante o período de acompanhamento, 2.916 mulheres sofreram AVC isquêmico e 367 tiveram hemorragia intracerebral.

Entre as usuárias do DIU-LNG, a taxa de incidência de AVC isquêmico foi de 19,2 por 100.000 pessoas-ano, enquanto para as mulheres que não usavam contracepção hormonal, a taxa foi de 25,2.

O primeiro de diversos passos

Os resultados da pesquisa sugerem que o DIU-LNG pode ser uma opção contraceptiva segura e eficaz para mulheres que desejam reduzir o risco de AVC isquêmico.

“Embora os resultados sejam promissores, é importante ressaltar que este estudo é observacional e não pode provar definitivamente que o uso do DIU causa uma redução no risco de AVC. Muitas outras coisas, como hábitos de vida, histórico médico e genes, também podem afetar o risco de AVC”, disse Alexandra. “Mais pesquisas são necessárias para confirmar esta descoberta.”

 O que mais influencia os resultados?

O estudo não encontrou diferença significativa no risco de AVC isquêmico entre as diferentes faixas etárias das participantes.

As mulheres que se mudaram para a Dinamarca de países não ocidentais apresentaram um risco significativamente menor de AVC isquêmico do que as dinamarquesas nativas.

O estudo não teve acesso a informações sobre todos os fatores de risco de AVC das participantes, como tabagismo, consumo de álcool e índice de massa corporal.

 Recomendações

As mulheres que estão considerando o DIU-LNG como método contraceptivo devem conversar com seu médico sobre os riscos e benefícios.

“O DIU-LNG pode ser uma boa opção para algumas mulheres, mas não é para todas”, ressalta a médica. “É importante discutir suas opções com seu médico para encontrar o método contraceptivo certo para você”, finaliza. 

 

Instituto GRIS

O Instituto GRIS, tem como compromisso priorizar o bem-estar e a saúde feminina. Sediado em Curitiba, é pioneiro como o primeiro Centro Clínico Ginecológico do Brasil, agregando as mais avançadas tecnologias para o cuidado da saúde íntima feminina. Seu enfoque abrangente e especializado combina inovação e dedicação, ajudando as mulheres a assumirem o protagonismo em suas jornadas de saúde.

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem