Bio Caldo - Quit Alimentos

Fiscalização rigorosa: Blitz da Telefonia Móvel visa garantir melhor experiência aos usuários

Foto: Kayo Sousa/MCom









Ação do MCom monitora qualidade dos serviços prestados na capital federal

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, deu início nesta quarta-feira (26) à Blitz da Telefonia Móvel em Brasília, na Rodoviária do Plano Piloto, área central de Brasília. Esta ação tem como objetivo testar a qualidade dos serviços prestados pelas operadoras de telefonia móvel, como velocidade e a cobertura de sinal.

Brasília (DF) 26/06/2024 – O ministro das comunicações, Juscelino Filho participa da blitz do ministério das Comunicações da Telefonia Móvel em Brasília - Foto: Joédson Alves/Agência Brasil



"Essa política, a Blitz da Telefonia Móvel, vai na linha de ampliar a conexão do 4G e 5G em localidades que ainda não tem uma cobertura. Quando a gente fala isso, estamos falando de regiões periféricas. Aqui em Brasília me chegaram demandas de que existiam comunidades em que não chegava a cobertura de algumas operadoras. E a Blitz vai buscar identificar essas falhas. Aqui temos representantes da Claro, da Vivo e da TIM que, posteriormente, serão notificadas para que levem a cobertura para essas localidades", disse Juscelino.

O ponto vistoriado nesta quarta foi o primeiro de um total de 20 locais em todas as regiões do Distrito Federal. Esta ação vai beneficiar 2,8 milhões de pessoas atendidas pela telefonia móvel em toda capital federal.

Serão realizadas medições pelos técnicos da Anatel para analisar a qualidade dos serviços móveis prestados pelas operadoras de telefonia na região. O objetivo da iniciativa é avaliar problemas de conectividade nas cidades, em especial nas chamadas regiões de "sombra", onde há falta de sinal de celular - Foto: Joédson Alves/Agência Brasil

"A Anatel está aqui, com o Ministério das Comunicações, unindo os esforços para melhorar a qualidade e a experiência do usuário, não só aqui em Brasília, mas também nas principais capitais do país", afirmou o superintendente de Fiscalização da Anatel, Marcelo Alves.

Os demais testes serão realizados entre os dias 1º e 5 de julho e os locais já foram definidos pela Anatel e pelo Ministérios das Comunicações, como o campus da UNB no Gama, a Praça do Relógio em Taguatinga, a Feira da Ceilândia, entre outros.

A Blitz da Telefonia Móvel foi instituída no ano passado por causa dos crescentes relatos de problemas no serviço prestado em diversas cidades do Brasil. A iniciativa técnica, conjunta com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), utiliza equipamentos para avaliar a qualidade do sinal das operadoras, com o objetivo de elevar os padrões de serviço.

Confira os 20 pontos que serão testados:
  • UNB – Campus Gama
  • Ponte Alta, Gama
  • DF 065
  • Sol Nascente
  • Setor Tororó
  • Rajadinha, Planaltina
  • Núcleo Rural Casa Grande
  • Expansão da Samambaia
  • Incra 8, Ceilândia
  • Feira da Ceilândia
  • Fercal, Sobradinho
  • Praça do Relógio, Taguatinga
  • Bom Sucesso, Planaltina
  • Cidade Estrutural
  • Varjão
  • Condomínio Vivendas, Lago Azul
  • Mestre D´Armas, Planaltina
  • Condomínio Privê
  • Vale do Amanhecer, Planaltina
  • Rodoviária do Plano Piloto
Blitz da Telefonia Móvel

A iniciativa é realizada pelo Ministério da Comunicações em conjunto com a Anatel e conta com a participação das operadoras de telefonia móvel.

O objetivo é verificar a qualidade do sinal e da taxa de download das faixas 4G e 5G. Desde 2023, a Blitz da Telefonia Móvel já passou pelas capitais Macapá (AP), Natal (RN), Cuiabá (MT), São Luís (MA), Belém (PA), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Teresina (PI) e a cidade de Timon (MA).

A Blitz é uma resposta do Ministério das Comunicações aos problemas na telefonia móvel relatados em todo o país e faz parte do Programa Nacional de Melhoria da Cobertura e da Qualidade da Banda Larga Móvel, o ConectaBR, que quer garantir para os brasileiros a ampliação da cobertura, a melhoria da qualidade na prestação do serviço e a redução das desigualdades regionais. Os locais foram escolhidos tendo como base as reclamações feitas pela população dos municípios.

O programa tornou mais rigoroso o índice de cobertura das prestadoras de serviço com níveis de qualidade adequados, que passou de 80% para 95%. Além disso, a velocidade mínima da internet móvel do 4G passou para 10 mbps e do 5G, para 100 mbps.

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem