Bio Caldo - Quit Alimentos

Equatorial Goiás inaugura novas subestação e linha de alta tensão em Jataí

 

Equatorial Goiás inaugura novas subestação e linha de alta tensão em Jataí 

Companhia investiu cerca de R$ 60 milhões em obra, que vai dobrar oferta de energia no município e beneficiar mais de 70 mil clientes de Jataí, Rio Verde, Serranópolis e Chapadão do Céu 

 


A Equatorial Goiás inaugurou na tarde desta terça-feira (9) o complexo JK Jataí, mais uma obra importante entregue pela companhia para contribuir com o desenvolvimento do Estado. A distribuidora investiu cerca de R$ 60 milhões no sistema composto pela nova Subestação JK Jataí e pela nova linha de distribuição de alta tensão (LDAT) Rio Claro-JK. Essa entrega busca dobrar a oferta de energia em Jataí e beneficiar mais de 70 mil clientes dos municípios de Jataí, Rio Verde, Serranópolis e Chapadão do Céu.  

  

A cerimônia de inauguração contou com a presença do presidente da Equatorial Goiás, Lener Jayme, do vice-governador de Goiás, Daniel Vilela, de representantes de entidades como Agência Goiana de Regulação (AGR), Associação Pró Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (ADIAL), Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Estado de Goiás (CONCEG), entre outras autoridades locais e estaduais.  

  

No pronunciamento, o presidente da Equatorial Goiás, Lener Jayme, destacou que o trabalho pela reconstrução da rede é longo, mas a força-tarefa montada pela concessionária já está transformando a realidade do sistema elétrico no estado e até o fim do ano outras obras estratégicas serão entregues para reforçar a qualidade do fornecimento de energia. “Em Jataí entregamos uma subestação com o que há de mais moderno no mercado e transformadores que podem ser comandados a distância. Reforçamos a qualidade, confiabilidade e credibilidade da rede para milhares de clientes”, salienta Lener.  

  

Na entrega da obra, o vice-governador de Goiás, Daniel Vilela, reforçou que a concessionária tem buscado aproximação com os clientes e atender os anseios dos goianos. “Após assumir a concessão de distribuição de energia, a Equatorial Goiás tem efetivamente investido muito no nosso estado buscando atender as enormes demandas existentes dos mais variados parques industriais. A concessionária tem procurado ouvir a nossa população que ao longo de 20 anos sofreu tanto com o fornecimento de energia”.  

  

O diretor de Regulação e Fiscalização da AGR, Thiago Nepomuceno Carvalho, comentou durante o ato que a AGR tem percebido a evolução do trabalho da Equatorial Goiás e que o complexo de alta tensão é uma grande obra para o estado. “Quando a Equatorial assumiu, ela fez o compromisso com o estado e com a agência que não faltariam recursos e nem empenhos necessários. Hoje se concretiza mais um passo. A gente está aqui para cobrar, mas também para reconhecer e parabenizar”, destaca Thiago.  

  

A nova Subestação JK Jataí é equipada com os mais modernos equipamentos disponíveis no setor elétrico e conta com 50 MVA de potência instalada, suficiente para atender 50 mil residências, o que é equivalente a um município do tamanho de Trindade. Já a nova linha Rio Claro-JK tem aproximadamente 30 quilômetros de extensão e interliga a nova unidade à Subestação Rio Claro EQTL, que atende a zona rural de Jataí. “Isso é um marco histórico para a região e vai impulsionar não só o agronegócio, mas a indústria, o comércio, a geração de emprego e renda”, destacou durante a cerimônia o vice-presidente da FAEG, Eduardo Veras de Araújo.  

  

Para o presidente executivo da ADIAL, Edwal Portilho, a nova subestação e linha de alta tensão vão fomentar a economia da região. “A entrega da obra vai dar condições para que investimentos cheguem mais rapidamente a Jataí, e com isso, agregar valor na matéria-prima produzida aqui em abundância, como milho e soja. Vamos mostrar aos investidores o potencial do cerrado e a capacidade de alimentar o mundo com alimento seguro e de qualidade”, reforça Edwal.  

  

O município tem outras três subestações de distribuição de energia: a Jataí, a Rio Claro EQTL e a Serra Azul. O presidente da Equatorial Goiás, Lener Jayme, comenta que o novo complexo de alta tensão vai proporcionar mais energia para o agro, para a indústria, para o comércio e para todos os cidadãos jataienses. “Essa é uma obra que representa uma grande evolução para Jataí, com aumento da oferta e da qualidade da energia para essa região que tanto cresce e tão importante para o Sul de Goiás. Com a Subestação JK, a oferta de energia do município será praticamente dobrada, permitindo que novas empresas se instalem e acompanhando o crescimento pujante do município.”  

  

O gerente de Planejamento e Controle de Obras de Alta Tensão da Equatorial Goiás, Reginaldo Santos, explica que essa entrega vai facilitar ainda as manobras telecomandadas do sistema elétrico na região. Com maior flexibilidade operativa, a concessionária poderá reduzir o tempo de uma possível afetação por falta de energia e recompor o fornecimento mais rapidamente. O objetivo é proporcionar mais estabilidade ao sistema na região sudoeste do Estado. Ele complementa que o complexo JK será operado em 138kV. “Na prática, isso significa mais robustez para o sistema elétrico, mais confiabilidade e segurança no fornecimento de energia dos clientes.”  

  

Além do sistema de alta tensão, a obra contempla dez novas redes de média tensão, que são responsáveis por levar a energia da subestação até os clientes. Essas redes estão em fase final e serão entregues gradativamente nos próximos meses. Serão seis novos alimentadores (redes de distribuição) até o fim deste ano, totalizando 45 quilômetros de novas redes, e outros quatro em 2025. “Estamos focados em investir fortemente em novas estruturas e em reconstruir os ativos em toda a área de concessão. Não estamos medindo esforços, nem investimentos, para transformar a realidade do sistema elétrico em Goiás. O foco da nossa atuação é trabalhar com agilidade para atender cada vez mais o cliente goiano”, ressalta Lener Jayme.  

  

Reconstrução 

  

Desde sua chegada a Goiás, há mais de um ano, a Equatorial executa uma série de obras para o fortalecimento do sistema elétrico, com foco na qualidade e continuidade do serviço. Todo esse trabalho pode ser acompanhado em tempo real no site do Trabalhômetro: https://trabalhometro-equatorialgo.com.br/. A plataforma é pioneira no país entre as distribuidoras de energia e permite o monitoramento integral do trabalho dos mais de 15 mil colaboradores pelo Estado e o avanço das ações na rede de energia.  

  

Em 2023, foram investidos R$ 2 bilhões na recuperação do sistema elétrico do Estado. O resultado totaliza 426.500 obras entregues, como manutenção preventiva, limpeza de faixa, criação de novas redes de média tensão, novas ligações com obras, podas de árvores, trocas de equipamentos, manutenções e modernizações de subestações. Para se ter uma ideia, apenas no 2º trimestre deste ano as equipes da concessionária já concluíram 148 mil obras em Goiás, avanço de mais de 200% na meta estipulada para o período. Milhares de outras já estão programadas e com datas para serem executadas.  

  

Sobre a Equatorial Goiás 

A Equatorial Goiás é uma empresa que pertence à holding Equatorial Energia, 3º maior grupo de distribuição de energia do País, com 7 concessionárias que atendem mais de 14 milhões de clientes. Somente em Goiás são cerca de 3,5 milhões de clientes, localizados em 237 municípios do Estado e abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km².

 

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.

Postagem Anterior Próxima Postagem